Entenda porque você não deve misturar produtos de limpeza

Etiqueta de roupa
Etiqueta da roupa: entenda o significado dos símbolos
21 de maio de 2021
Capa do artigo produtos de limpeza automotiva
5 produtos de limpeza automotiva indispensáveis para o seu veículo
27 de maio de 2021
Entenda porque você não deve misturar produtos de limpeza

Manter a casa limpa é sempre bom! Porém, muita gente tenta misturar produtos de limpeza na intenção de limpar ainda mais. Você sabia que alguns produtos de limpeza, quando misturados, podem causar reações químicas gravíssimas?

Por isso, é preciso ter muita atenção na hora da faxina. Na verdade, diversos itens de limpeza funcionam muito bem sozinhos.

No entanto, isso não quer dizer que eles devem ser misturados. Pelo contrário: as misturas podem anular as propriedades de limpeza desses produtos, além de prejudicar a sua saúde.

Neste post, você poderá conhecer algumas misturas perigosas que devem ser evitadas. Confira abaixo!

Por que as pessoas misturam produtos de limpeza?

Usar produtos de limpeza durante a faxina é algo corriqueiro. Mesmo assim, é importante saber utilizar de forma correta. Afinal, quando os produtos são utilizados de forma equivocada, geram problemas.

Muitas pessoas acreditam que quanto mais produtos usarem, mais limpa a casa ficará. No fim, isso não é apenas errado, mas também representa um perigo.

Acontece que, com essa prática de misturar produtos de limpeza, inúmeras reações podem ocorrer, como gases tóxicos, fumaças e até mesmo explosões. Já pensou?

É por isso que, para evitar que isso aconteça na sua casa ou apartamento, algumas recomendações são importantíssimas.

Quais são os riscos dessa prática?

Se você pensa que quanto mais produtos misturar, melhor, é bom repensar. Acontece que esta prática, além de causar a ineficácia de muitos produtos, pode representar riscos. Confira os principais riscos de misturar produtos de limpeza:

Perda de efetividade dos produtos de limpeza

Às vezes, aquilo que teoricamente melhora, estraga. É o caso de alguns produtos misturados, como por exemplo o álcool em gel e a água sanitária. Protagonistas na limpeza de ambientes e superfícies desde março de 2020, quando a pandemia da Covid-19 atingiu o Brasil em cheio, esses produtos têm eficiência comprovada para eliminar inúmeros vírus de superfícies.

O alerta, no entanto, é quando as pessoas resolvem misturá-los para deixar o local ainda mais higienizado. Além de não funcionar, pois a mistura dos dois compostos anula as suas capacidades de “matar” o vírus, essa mistura pode resultar em uma mistura nociva à saúde.

Segundo o professor do Departamento de Química da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), Fernando Molin, “a mistura dos dois destrói tanto o hipoclorito da água sanitária quanto o álcool do álcool em gel”. De acordo com o professor, o hipoclorito da água sanitária é um agente oxidante. Com a mistura, ele pode oxidar o próprio álcool, formando outro composto: o acetaldeído, que não mata o coronavírus.

Criação de reações químicas indesejadas

Alguns produtos de limpeza, quando misturados, causam reações químicas tóxicas. Um exemplo é a combinação de produtos de limpeza com o álcool, que pode gerar uma reação química intoxicante.

Além do mais, a água sanitária também deve ser evitada na limpeza de vários materiais, por ser um abrasivo muito forte. Esses produtos, no contato com a superfície, podem gerar substâncias nocivas à nossa saúde em forma de gases. Por isso, sempre leia os rótulos e evite surpresas na hora da limpeza.

Fumaças tóxicas

Mais do que sentir o cheiro do problema, algumas misturas nos fazem enxergá-los. É o caso de produtos que causam fumaças tóxicas, como os aromatizantes de vaso sanitário em sachês, que neutralizam odor.

Esse produto, por si só, não representa perigo. O problema é na hora de inseri-lo no vaso. Fica a dica: só instale o aromatizante depois de enxaguar o local, para tirar os resquícios de água sanitária. O motivo é simples: a combinação desses dois produtos pode ser bastante tóxica e causadora de fumaça.

Isso ocorre quando a água sanitária se junta a produtos com amônia. Nesse momento, forma-se uma nova substância muito prejudicial à saúde, que causa a liberação de gases tóxicos.

Nesse caso, por ser um ambiente fechado e pequeno como o banheiro, a combinação pode até mesmo asfixiar. Esse tipo de reação, além de apresentar risco de explosões, pode levar a pessoa até mesmo à perda da visão e do olfato.

Possibilidades de queimaduras

Você não quer limpar a sua casa e terminar com a pele queimada, não é? Isso pode acontecer com algumas combinações, como com água sanitária e vinagre. Quando uma substância ácida é misturada com água sanitária, alguns tipos de vapores tóxicos são produzidos, como o gás cloro. Com isso, podem causar queimaduras nos olhos e até problemas nos pulmões.

Irritações na pele

Por estar em contato direto com os produtos, o primeiro tipo de resultado negativo é uma irritação na pele. Por exemplo, ao misturar vinagre e água oxigenada, você irá obter o ácido peracético, um ácido que, em altas concentrações, pode irritar ou inclusive machucar a pele, olhos, garganta, nariz e pulmões. Tome cuidado!

Risco de explosões

Mais do que prejudicar a sua saúde, misturar produtos de limpeza pode afetar até outras pessoas da casa, com o risco de explosões. Um exemplo é a água sanitária e amoníaco. Essa mistura, sempre muito perigosa, pode produzir vapores que causam sérios problemas ao sistema respiratório.

Além disso, altas concentrações de amoníaco produzem uma substância altamente tóxica e potencialmente explosiva. Quer mais exemplos? Bicarbonato de sódio e vinagre também devem ser evitados.

O vinagre, ácido, e o bicarbonato de sódio, alcalino, se anulam e deixam a mistura inútil. Ou melhor, inútil para a sua limpeza, pois a mistura causa explosões se for feita em um recipiente fechado. Fique de olho!

Quer saber mais produtos de limpeza para não misturar?

Você já leu algumas das misturas que devem ser evitadas. Portanto, veja abaixo outros produtos de limpeza, bastante comuns no cotidiano, que jamais devem ser misturados:

Alvejantes e desinfetantes com amônia

Na composição química dos alvejantes há o hipoclorito de sódio, um princípio ativo com ótimas propriedades germicidas. No entanto, quando utilizado em combinação com desinfetantes, produtos que costumam ser ricos em amônia, pode ocorrer a formação de cloraminas. Essas substâncias, quando inaladas, podem causar intoxicações, queimaduras e alergias.

Água sanitária e vinagre

Essa é clássica! O vinagre, um tempero inocente, também pode ser um poderoso agente de limpeza. De fato, as propriedades do vinagre são verdadeiras, mas ele também representa um perigo se misturado à água sanitária.

Juntos, esses dois produtos formam o gás cloro (Cl2), um vapor que, mesmo em pequenas quantidades, pode provocar tosse, irritar as vias respiratórias, causar problemas de respiração e até ardência nos olhos. Por isso, é melhor deixar o vinagre apenas para as saladas, ok?

Água sanitária e álcool

Mais uma combinação famosa, mas perigosa. Essa combinação pode resultar em reações químicas fortes e causar intoxicação. Além disso, é importante cuidar ao utilizar o álcool, até mesmo sozinho, pois a composição pode danificar materiais como acrílico e aparelhos eletrônicos.

Soluções básicas e ácidas em geral

Uma solução ácida tem uma alta concentração de íons de hidrogênio, maior do que a da água pura. Enquanto isso, as soluções básicas têm uma concentração de hidrogênio menor. Tudo isso está descrito no rótulo dos produtos de limpeza.

Misturar produtos de limpeza que são ácidos e básicos ocasionará a neutralização de ambos, fazendo com que percam as propriedades desejadas para uma limpeza eficiente.

Já viu que é melhor não misturar produtos de limpeza, né?

A principal mensagem que deve ficar é: por segurança,você nunca deve misturar produtos de limpeza. Nem mesmo aqueles produtos parecidos, mas de marcas diferentes.

Além disso, esses produtos devem ficar fora do alcance de crianças e animais, além de serem muito bem conservados. Sempre mantenha os produtos de limpeza em seus recipientes originais e, na hora da limpeza, deixe a casa sempre arejada, com janelas abertas.

Essas dicas valem para qualquer produto que você estiver usando. Com essas dicas e com muita atenção, sua casa estará sempre limpa e você nem a sua família não correrão riscos na hora da limpeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *